Saiba o que é o parto empelicado

Entenda o que é esta forma de nascimento incomum e conheça as consequências que pode ter para a saúde do bebê.

0
13372

Nascer empelicado significa nascer dentro do saco amniótico que deveria se ter rompido durante o trabalho de parto mas não rompeu! Dessa forma, o bebê nasce dentro da membrana fina do saco amniótico, onde passou os últimos 9 meses, que deveria ter aberto durante as primeiras contrações sentidas pela gestante. Este tipo de parto se designa por empelicado e avalia-se que ocorra 1 em cada 80 mil nascimentos.

Mas nascer de parto empelicado é bom ou mau?

A comunidade científica ainda não sabe muito bem esclarecer como e por que é que isso acontece, contudo, o parto empelicado não acarreta nenhum risco para a mãe nem para o recém-nascido.

Até acontece a situação inversa: acompanhando o bebê por mais tempo, o saco amniótico protege a criança das contrações fortes e reduz a probabilidade de trauma no trajeto do canal vaginal.

O parto empelicado e o contágio de mãe para filho

O parto empelicado pode acontecer em cesáreas e são muito bem recebidos pelos médicos, sobretudo quando a mãe tem alguma doença contagiosa, como HIV. Aí o saco amniótico neutraliza o contato direto do bebê com o sangue da mãe evitando o contágio das doenças.

Desde a época medieval e em algumas culturas, o parto empelicado é visto como um indício de boa sorte para o bebê.

Fonte: Paola Fasano, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz

Saiba mais sobre o parto empelicado assistindo a esse vídeo:

Matéria curiosa, não é? Se gostou de saber sobre ela, compartilhe!

Relacionado: Tudo o que você gostaria de saber sobre a gestação e nunca perguntou