Perda de líquido amniótico

0
7309

Ao engravidar, a mulher sabe que tem nove meses pela frente para cuidar da sua saúde e fazer de tudo para que seu bebê se desenvolva normalmente e nasça com saúde. Uma das preocupações durante a gravidez é o líquido amniótico e a perda dele.

Durante o período de gravidez, principalmente, na primeira vez que a mulher engravida, é costume surgir muitos problemas que devem ser tratados o mais rápido possível.

O que é líquido amniótico?

O líquido amniótico tem um papel essencial na gestação, pois, além de envolver o bebê, esse líquido possui funções muito importantes que amortecem movimentos bruscos e possíveis choques e não permite que o cordão umbilical seja comprimido.

Ele protege o bebê, porque mantém a temperatura dentro do útero e ajuda na formação do sistema respiratório e digestivo.

Perda de líquido amniótico

A perda de líquido amniótico é chamada de Oligoidrâmnio e não é muito rara.

Em torno de 8% das gestantes têm perda de líquido amniótico em algum ponto da gravidez, em geral, no terceiro trimestre.

No decorrer dos nove meses de gravidez, a quantidade de líquido amniótico aumenta. Por volta de 34 a 36 semanas de gestação, é provável que uma grávida tenha de 800 ml a 1 litro de líquido dentro do útero.

Existem dois grandes riscos na perda do líquido amniótico, primeiro que ela ocorra antes do terceiro trimestre da gravidez, porque esse líquido auxilia no desenvolvimento dos pulmões do bebê e a perda dele prejudica o crescimento desses órgãos. O outro grande risco é que o bebê nasça prematuro.

Sinais da perda do líquido amniótico

As grávidas devem ficar atentas para perceberem que estão perdendo o líquido aminiótico. As mulheres precisam prestam atenção, principalmente, as diabéticas, hipertensas ou que tenham lúpus.

Os sinais da perda do líquido amniótico são perda de líquido pela vagina e o bebê que não está se mexendo como antes. Se um ou esses dois sinais acontecerem, procure imediatamente seu médico.

Quando essa perda acontece no terceiro trimestre da gravidez, a mulher não precisa se preocupar, somente o médico terá que acompanhar a gravidez mais de perto.

A diminuição do líquido amniótico é mais observada em estações de calor, porque está relacionada à desidratação da gestante, por isso, as grávidas devem beber muito líquido e descansar.

Alguns médicos podem recomendar banhos submersos.

O oligoidrâmnio, ou seja, a perda de líquido amniótico é tratada de acordo com a causa do problema, pois, cada um tem um tratamento específico.

Esse problema pode ocorrer por causa da ruptura parcial da bolsa, anomalias do bebê, problemas na placenta, síndrome da transfusão feto-fetal e medicamento que a mãe consome.

Portanto fique de olho para que os nove meses da sua gravidez passem sem problemas para você e seu bebê.