Prematuros sofrem de atraso no desenvolvimento sensorial

Estudo comprovou que os bebês prematuros não reagem tanto a estímulos sensoriais: descubra os motivos

0
3767

Um estudo recente comprovou que o primeiro toque dos bebês é essencial para o seu desenvolvimento sensorial. Pesquisadores da Universidade Vanderbilt e do Nationwide Children´s Hospital, nos Estados Unidos, observaram 59 bebês nascidos a termo e 57 prematuros para avaliarem como os primeiros toques influenciam o tato.

Contato pele na pele é muito vantajoso para os bebês

As conclusões divulgadas na publicação “Current Biology” confirmam aquilo que todas as mamães já adivinhavam: o contato pele na pele, o aleitamento materno e suaves massagens são bastante benéficas para as crianças. O estudo ainda acrescenta que esses contatos carinhosos ajudam os bebês a detectarem o toque, sentindo-se confortáveis com isso.

Para testar como as crianças reagiam à estimulação tátil, os pesquisadores colocaram um capacete eletroencefalográfico em cada um dos bebês para medir as respostas cerebrais. Seguidamente, sopraram levemente nas suas mãos.

Os prematuros tiveram uma resposta mais fraca do que os bebês a termo.

“Quanto mais prematuro for o bebê, menor a sua resposta ao toque, em comparação com as outras crianças ”

Como os tratamentos médicos atrasam o desenvolvimento sensorial de prematuros?

De acordo com a neonatologista Nathalie Maitre, “tal como acontece com os bebês a termo, os prematuros se encontram expostos ao som no útero. Mas esse som chega filtrado, ele não surge com todas as suas frequências”.

Posteriormente, o ambiente na UTI se opõe totalmente à calma do útero, devido, principalmente, ao ruído provocado por alarmes: “É óbvio que a UTI não é prejudicial para a criança. Pelo contrário, é o que garante a sua sobrevivência. No entanto, é uma experiência pouco agradável para os recém-nascidos. Os profissionais de UTI devem se adaptar para oferecer melhores condições aos prematuros e permitir que eles tenham os mesmos estímulos dos bebês a termo”.

Os autores sugerem iniciativas desenvolvidas junto da família e intervenções terapêuticas para reforçar as experiências táteis dos bebês antes de eles saírem do internamento na UTI.

Relacionado: Por que os bebês prematuros têm um atraso no seu desenvolvimento?

Assista a esse vídeo para saber mais sobre estímulos para bebês prematuros:

Fonte: Enciclopédia sobre o desenvolvimento na primeira infância

Curtiu a matéria? Então, compartilhe!