Primeira gestação vs. Segunda gestação

0
11257

Já alguma vez tentou imaginar o que vai na cabeça de uma futura mãe? Devido à situação delicada em que se encontram e aos hormônios totalmente baralhados, são muitos os pensamentos inusitados e algo divertidos que afligem grande parte das mulheres. Tudo, ou quase tudo é motivo para preocupações!

Uma cabeça cheia de preocupações

Quando a gestante já tem alguma experiência, e vai na sua segunda gravidez, seria de esperar que fosse encarar essa etapa mais tranquilamente?

A verdade é que a chegada de um segundo filho, por vezes, causa ainda mais ansiedade.

As preocupações são renovadas e os motivos que tiram o sono das mães são bem diferentes.

Na primeira gravidez tudo é novidade! Além das preocupações comuns a qualquer mãe, relativas à saúde de seu filho, a mãe de primeira leva perde muito tempo com coisas que não são tão importantes assim. Quer isso dizer que, logo após o nascimento da criança, muitas neuras e preocupações em excesso serão resolvidas. A mãe de primeira viagem aprende, assim que o filho nasce, que na teoria tudo é bem diferente do que na prática.

Relacionado: Veja essas super dicas sobre o que fazer antes do bebê nascer

Seria de esperar que a segunda gravidez você mais fácil? Nem sempre é isso que acontece! As preocupações são menos desesperadoras, é verdade; são mais sérias, e estão mais ligadas a uma antecipação de todo o cansaço físico e emocional que complementa todo o processo.

Confira as principais diferenças entre a primeira e a segunda gravidez.

As principais preocupações de uma mãe durante primeira gestação

1. Será que vou fazer cocô durante o parto?

Todo mundo sabe que essa é uma grande probabilidade durante um parto natural. É normal, faz parte. Mas muitas mulheres morrem de vergonha desse momento. O seu maior temor é acidentalmente defecarem na presença de seus companheiros, e que isso tenha algum impacto em sua relação. Besteira! Até porque, para algumas mulheres, depois do parto, só se pensa em como seria bom urinar e defecar confortavelmente, sem dor e sem sangramento. Como seria bom sentar sem se sentir incomodada, e sem os mamilos permanentemente doloridos.

2. Será que a minha vagina vai voltar ao normal? Será que o meu marido vai perder o interesse em mim?

Não acha impressionante como essas preocupações circulam todas em torno do seu companheiro? A sua prioridade agora é outra! E claro que sim, que seu companheiro vai continuar afim. E, honestamente, se ele culpar a gravidez por uma perda de interesse, talvez ele não seja um cara tão legal assim.

3. Será que se eu assistir a um seriado policial durante a gravidez, meu filho se vai tornar em um sociopata?

Por mais exagerado que pareça, essas preocupações descabidas habitam a cabeça de toda mãe de primeira viagem. Durante a gravidez a sensibilidade está toda mais à flor da pele, e por isso é normal que os pesadelos se intensifiquem. Isso não vai afetar a sua criança!

4. Será vou ficar com o peso da gravidez para o resto da minha vida?

Essa é uma questão de pura vaidade, mas acaba passando sempre pela cabeça de toda a mulher. Claro que não, mas o seu corpo terá o tempo de recuperação dele. Se você tiver uma alimentação cuidada e praticar um pouco de exercício, vai contribuir para uma recuperação mais rápida.

As principais preocupações de uma mãe durante primeira gestação

1. Como é que eu vou organizar meu tempo tendo duas crianças para cuidar?

Cuidar de um filho pequeno já é duro, imagine só ter de fazer isso segurando um recém-nascido no colo? Como é que vai conseguir arrumar tempo para jantar, fazer a sua rotina de beleza antes de deitar ou ler um livro? Calma, com um pouco de organização e, sobretudo, muita calma, tudo se consegue. Não precisa entrar em pânico!

2. Será que meu bebê vai ser saudável?

Agora que a experiência é outra, são as questões que realmente importam o foco da ansiedade das gestantes de segunda leva.

3. Seremos mesmo capazes de fazer isto?

Será capaz de dar conta do recado? As mães se preocupam se serão capazes de cuidar dessa família aumentada sem que ninguém se sinta negligenciado. Seu primeiro filho vai sentir ciúme? A falta de tempo vai abalar o seu relacionamento com o seu companheiro? Como fazer com que o casamento não ceda à pressão?

4. Será que a minha vagina vai voltar ao normal? Será que o meu marido vai perder o interesse em mim?

Tem coisas que nunca mudam!

Curtiu essa matéria? Dê uma olhada nesse testemunho:

Compartilhe este pretexto para falar sobre suas preocupações durante a gestação. A compartilha de experiências é uma ajuda sempre preciosa!