Prostaglandinas: funções e para que servem na gravidez

0
8026
Prostaglandinas
Crédito: Freepik

O corpo humano é uma máquina complexa que a medicina ainda busca compreender, mesmo com tantos avanços no campo científico e novas tecnologias. Para o público em geral, há nomes e termos ainda desconhecidos ou pouco falados, como é o caso das prostaglandinas, mas que vale a pena ter um panorama geral sobre o que são e para que servem na intenção de aprender a cuidar melhor da saúde. Se você nunca tinha ouvido falar nas prostaglandinas, veja agora qual é a relação dessas substâncias com a gravidez.

O que são prostaglandinas?

As prostaglandinas são substâncias lipídicas (de gordura) sintetizadas a partir de ácidos graxos que ficam nas membranas das células. Quase todas as células do corpo as produzem para que atuem no processo de cura de lesões, por exemplo.

Mas essa não é a única função das prostaglandinas no organismo. Elas são similares aos hormônios, mas diferente deles, não entram na corrente sanguínea. Sua atuação é na própria célula e nas células ao entorno, promovendo a comunicação entre elas.

Funções das prostaglandinas no organismo

funções das Prostaglandinas
Crédito: Freepik

De acordo com o Jornal de Pediatria, as prostaglandinas fazem parte de processos fisiológicos e patológicos no organismo humano. Sua produção e função variam conforme o local e necessidade. Depois de serem produzidas e atuarem na função para a qual foram requisitadas, elas são eliminadas. Entre as funções das prostaglandinas no corpo estão:

  • Vasodilatação e vasoconstrição;
  • Contração ou relaxamento da musculatura brônquica ou uterina;
  • Hipotensão;
  • Ovulação;
  • Fecundação;
  • Metabolismo ósseo;
  • Aumento do fluxo sanguíneo renal;
  • Inibição da secreção gástrica de ácido;
  • Resposta imunológica;
  • Hiperalgesia (maior sensibilidade aos estímulos de dor);
  • Regeneração celular;
  • Regulação da temperatura corporal;
  • Processos inflamatórios (quando surge uma inflamação no corpo, há um aumento na produção de prostaglandinas no local afetado).

Para que servem as prostaglandinas na gravidez?

Como você viu, não é tão simples imaginar as prostaglandinas sendo produzidas e atuando no organismo humano, devido à complexidade dos processos que o corpo faz a todo instante. Então, indo direto ao ponto, veja qual é o envolvimento dessas substâncias no corpo da mulher e o que elas têm a ver com uma boa gestação.

Função reprodutiva

Na função reprodutiva, as prostaglandinas são produzidas pelos hormônios estrógenos e liberadas ou inibidas pelos hormônios de progesterona, ambos hormônios responsáveis pelas características femininas e o processo de reprodução da mulher.

Elas também são produzidas no sêmen do homem para estimular e facilitar a fecundação do espermatozoide no óvulo.

Quando a mulher não engravida e acaba por menstruar, essas substâncias atuam na função de desprender o endométrio do útero para que ele seja expelido pela vagina na forma de menstruação.

Prostaglandinas naturais no parto

Prostaglandinas naturais no parto
Crédito: Freepik

Em um procedimento normal de parto, quando a bolsa se rompe, libera uma grande quantidade de prostaglandinas que vão estimular as contrações de forma natural.

Portanto, para ajudar na compreensão dessas substâncias no que se refere à reprodução feminina, assim como as prostaglandinas empurram a menstruação quando não há gestação, elas também induzem o bebê ao caminho de saída quando a gestação está no final.

A produção das prostaglandinas na gravidez vai aumentando conforme os trimestres vão passando, justamente para que estejam em maior quantidade no momento de o bebê vir ao mundo. Sendo assim, é bem mais fácil induzir um parto no final do que nos primeiros semestres de gestação.

Como existe uma quantidade de prostaglandinas também no sêmen do homem, se o casal tiver relações sexuais sem preservativo quando está perto da época do parto, haverá um aumento dessas substâncias no corpo da mulher, podendo acelerar o trabalho de parto.

Prostaglandinas sintéticas para indução de contrações

Quando a gestante não tem uma produção natural adequada dessa substância, pode ser necessário receber uma suplementação farmacológica desse composto para a indução do parto, já que ela é responsável por promover as contrações que empurram o bebê para fora.

Quando existe a necessidade de realizar um parto antes do tempo ou depois (após as 41 semanas), os médicos fazem uso de um gel de prostaglandinas. Elas vão atuar provocando contrações que não estão acontecendo naturalmente. Elas relaxam as fibras musculares lisas no interior do útero, deixando-as dilatadas e facilitando a passagem do bebê.

Mesmo quando os médicos detectam uma morte fetal ou um aborto, as prostaglandinas sintéticas são utilizadas para estimular a saída do feto de dentro do útero.