Como proteger o seu filho de sequestradores

Conheça 15 dicas para evitar essa tragédia e também evitar que sua criança fique psicologicamente afetada para toda a vida.

0
5107

Pais e mães ficam desesperados sempre que passa uma notícia de rapto ou sequestro na televisão. E se isso acontece com os nossos filhos? O pânico e o desespero não são assim tão difíceis de imaginar.

Essas histórias acontecem com uma facilidade inacreditável, em que um adulto abusa da confiança da criança para a levar de longe da sua família. Na maioria dos casos a criança é um meio para os bandidos extorquirem dinheiro e outros bens materiais dos pais, e a vida da criança acaba por não ser comprometida.

Essa é uma experiência traumatizante para a criança, mesmo quando o final é feliz e ela regressa para a sua família em segurança.

15 medidas que podem prevenir o rapto ou sequestro de uma criança

1. Ensine os seus filhos a não falar com estranhos

Parece básico mas nunca é demais reforçar essa ideia. Fale para os seus filhos as vezes que forem precisas que não deve aceitar nada de estranhos. Nem falar com desconhecidos, a não ser na presença dos pais.

2. A criança não se deve aproximar do carro de desconhecidos

No caso de um desconhecido parar para pedir de informação, ensine para as crianças que não se devem aproximar do veículo. A informação deve ser dada de longe e somente se estiver na presença de um outro adulto.

3. Evite lugares sombrios

Evite andar com as crianças no meio de locais mal iluminados ou desconhecidos, para que não se percam.

4. Não largue a mão do seu filho

No caso de estar frequentando um lugar muito movimentado, jamais, em circunstância alguma, largue a mão do seu filho.

5. Não deixe que os raptores percebam que o seu filho está com babá

O seu filho costuma andar acompanhado pela babá? Não faça ela andar de uniforme com outra indumentária que torne o seu papel identificável. Da mesma forma, não deixe que o nome do seu filho esteja visível na roupa e nem na mochila. O sequestrador pode chamar o seu filho pelo nome para se fazer passar por um conhecido e baixar a guarda da criança e da babá.

6. Preste atenção se há algo estranho

Examine com atenção um lugar onde costumam ir com frequência. Notou algo de estranho? Alguém olhando de forma que não costuma frequentar esse lugar? Não hesite em chamar as autoridades.

7. Não facilite

Esteja em alerta constante na hora de entrar e sair do carro. Esse intervalo de tempo que parece insignificante é uma distração suficiente para que os sequestradores atuem.

8. Trave sempre as portas

Mantenha as portas sempre travadas. Os vidros do carro também devem permanecer fechados, sobretudo quando o carro está parado no trânsito.

9. Evite a paragem no semáforo

Diminua a velocidade perante a aproximação a um semáforo, de forma a evitar ficar parada no sinal vermelho. A faixa central é a mais indicada para impedir assaltos ou invasões do carro.

10. Deixe o carro pronto para fugir em segurança

Ao estacionar deixe espaço em relação ao carro da frente, para que possa sair rapidamente e em segurança caso necessite.

11. Proteja a sua vida privada

Não exponha as suas rotinas nas redes sociais, e evite certas conversas em lugares em que possam ser escutadas por estranhos. Aquilo que é partilhado na internet e a informação que pode ser colhida é aquilo que vai acabar por alimentar o plano dos bandidos.

12. Supervisione o uso da internet

Supervisione o uso que o seu filho faz da internet. É através deste meio em que cada um pode ser quem quer que os sequestradores tentam estabelecer uma relação com as crianças.

13. Alerta constante

Mantenha o olho nas crianças e certifique-se sempre que as deixa em segurança. Elas são um alvo fácil, porque os sequestradores precisam de deixar os adultos livres para que possam chegar ao dinheiro. Além do mais, sabem que a criança é um trunfo precioso que vai fazer com que os pais obedeçam imediatamente às suas exigências.

14. Não se precipite

Em caso de emergência o importante é manter a cabeça fria e não reagir precipitadamente. Os sequestradores por norma usam o rapto de forma a pegar bens materiais e é isso que deve ter em mente. O pânico pode ser o seu pior inimigo.

15. Anuncie o desaparecimento

O primeiro passo, caso o rapto se concretize ou a criança desapareça é preencher um Boletim de Ocorrência na delegacia. Este é o primeiro passo para que as autoridades iniciem a investigação.

Relacionado: Como agir quando uma criança se coloca em situação de perigo

Achou essa matéria interessante? Assista o vídeo e fique sabendo mais sobre como proteger o seu filho de um sequestro.