Quando começar o pré-natal e qual a importância?

Saiba quando deve iniciar o acompanhamento médico, quais exames são feitos e o que esperar dessa fase.

Imagem: Freepik

Você descobriu que está grávida pela primeira vez e agora precisa saber quando começar o pré-natal? Também tem dúvidas sobre o que esperar dessa nova fase?

Publicidade

Bem, já podemos adiantar que o pré-natal é tão importante, que toda gestante tem direito e fazer, mesmo que não possa pagar um médico particular.

Além de responder a essa pergunta, vamos aproveitar para explicar por que esse acompanhamento médico é tão importante e como ele funciona.

Publicidade

Veja também: Pode Comer Batata Frita Na Gravidez?

Quando começar o pré-natal?

Se você já tem certeza de que está grávida, pode marcar a sua primeira consulta de pré-natal. Não tem que esperar completar o primeiro mês de gestação para ir ao médico, pois, mesmo estando de pouco tempo e sem barriga aparente, você já tem orientações a receber do obstetra.

Se não puder pagar para ir ao médico particular, você tem direito, ao menos no Brasil, a fazer o seu pré-natal gratuito pelo SUS, no Posto de Saúde mais próximo da sua casa.

Quanto antes você começar o pré-natal, melhor será para acompanhar o desenvolvimento do seu bebê e, se for necessário, iniciar algum cuidado especial ou tratamento para garantir a sua saúde e a dele.

Publicidade

Como são as consultas de pré-natal?

As consultas devem ocorrer 1 vez por mês até as 28 semanas de gestação, de 15 em 15 dias da 28ª até a 36ª semana e semanalmente a partir da 37ª semana. Mas, indo na primeira consulta, o médico mesmo vai recomendar a data da próxima, não se preocupe.

Em cada consulta, um enfermeiro ou uma enfermeira irá examinar e conferir informações importantes para identificar se você está saudável, por exemplo:

  • Seu peso;
  • Sua pressão sanguínea;
  • Se tem sinais de inchaço nas pernas e nos pés;
  • A altura uterina, medindo a barriga verticalmente;
  • Os batimentos cardíacos do bebê, se já der para ouvir.

Na primeira consulta, a enfermeira também vai verificar o seu boletim de vacina para dar as vacinas em falta. Se você tiver o seu cartão de vacina em casa, leve junto.

Publicidade

Nas consultas finais, quando já estiver mais perto do parto, a enfermeira irá observar os seus seios para ver se já tem leite e vai ensiná-la a se preparar para a amamentação.

Além disso, em cada consulta, o médico irá esclarecer todas as dúvidas que você tiver sobre a gravidez, a saúde do bebê e sobre o parto.

Na consulta, você saberá de quanto tempo está, se a gravidez é de risco ou não, e a data prevista para o parto, de acordo com a altura uterina e a data da última menstruação.

Publicidade

Exames realizados ao longo do pré-natal

Em algumas das consultas de pré-natal também são feitos exames para acompanhar o desenvolvimento do bebê e a saúde da mãe:

  • Ultrassonografia;
  • Hemograma completo;
  • Proteinuria;
  • Dosagem de hemoglobina e hematócrito;
  • Teste de coombs;
  • Exame de fezes;
  • Bacterioscopia do conteúdo vaginal;
  • Glicemia de jejum;
  • Exame para saber o tipo sanguíneo, sistema ABO e o fator Rh;
  • HIV: vírus da imunodeficiência humana;
  • Sorologia para rubéola;
  • Sorologia para toxoplasmose;
  • VDRL para sífilis;
  • Sorologia para hepatite B e C;
  • Sorologia para citomegalovírus;
  • Urina, para saber se está com infecção urinária.

Por que o pré-natal é tão importante?

O pré-natal é muito importante, basicamente, para garantir que você tenha uma gravidez tranquila e que seu bebê nasça saudável.

Você sabia que os exames e o acompanhamento do pré-natal podem evitar muitas doenças e condições de saúde?

Publicidade

Infelizmente, algumas condições e doenças não podem ser evitadas, mas, mesmo assim é importante continuar o acompanhamento para que qualquer alteração seja detectada e as providências sejam tomadas.

Existem casos em que é possível detectar problemas fetais, como malformações. Algumas delas, em fases iniciais, permitem o tratamento ainda durante a gravidez, proporcionando ao recém-nascido uma vida normal.

Alguns exemplos de doenças que podem ser detectadas, tratadas e curadas no pré-natal, evitando que sejam transmitidas da mãe para o bebê e permitindo que você tenha uma gestação mais tranquila são hipertensão arterialdiabetes, doenças do coração, anemias e sífilis.

Publicidade

Veja também: A importância de realizar os primeiros exames do recém-nascido