Resguardo: O que Pode e o que Não Pode

0
1229

O Reguardo ou Puerpério é o tempo que o corpo da recém mamã demora a voltar ao normal. Existem imenso mitos sobre o que pode e o que não pode neste período e todas as mulheres ouviram alguns deles.

Depois de 9 meses a preparar e a acolher o bebe, o corpo da mulher sofre imensas alterações. A Natureza é maravilhosa e todo o corpo se prepara para acolher o novo ser, são muitas alterações no corpo da mulher, não é apenas a barriga que cresce,

O resguardo, ou puerpério, é um período que varie entre 6 a 8 semanas pós-parto. Neste período o corpo da mulher sofre alterações, retomando ao normal.

O resguardo levanta muitas dúvidas às mamãs. Em caso de dúvida questione o seu médico.

O que Pode e o que Não Pode no Resguardo

O resguardo inicia-se logo após o parto e tem diversas fases, começa com a expulsão da placenta e termina, mais ou menos, 40 dias depois do parto.

Este período pode variar de mulher para mulher.

O período de resguardo deve ser cumprido, este período serve para prevenir o risco de infeções, facilitar a cicatrização e evitar uma nova gravidez. O risco de infecção, tanto no homem, como na mulher, é muito alto.

Cuidados a ter no Resguardo

  • Evitar relações sexuais.
  • Beber muita água.
  • Fazer exercícios de Kegel, ajuda a recuperar.
  • Evitar exercícios físicos violentos, comece por caminhadas. O exercício físico normal só depois do consentimento do médico.
  • Descansar sempre que possível.

Mitos Sobre o Resguardo

Existem imensos mitos sobre o resguardo alguns bem estranhos. São mitos que passam de mãe para filhas e que mesmo duvidando, algumas recém mamãs evitam quebrar.

A mulher deve ficar em repouso absoluto, sem nenhuma atividade física. Deve ter alguns cuidados, mas não precisa ficar deitada todo o período.

A mulher não engravida se estiver a amamentar. Desde o momento que começa a ter relações deve usar um método contraceptivo, os médicos não gostam de receitar a pílula no período de resguardo, devido ao choque hormonal,  use camisinha.

A mulher não pode lavar a cabeça nos primeiros dias após o parto. Pode levar a cabeça logo no segundo dia após o parto.