Riscos da Cesárea para a Mãe e o Bebe

0
36

Ter o filho com parto normal ou cesárea ainda é um assunto que gera muitas dúvidas. Contudo a cesariana ou cesárea exige mais cuidados. Oferece muito risco tanto para as mães quanto para os bebes, por isso, é importante ficar por dentro de todos os riscos antes de decidir por esse tipo de parto.

Com a onda do parto humanizado e a rejeição do sistema de saúde pela cesárea. Dar à luz nos dias atuais vem gerando muita polémica.

Ter filho através de cesária é algo que vem tendo uma rejeição cada vez maior. As mulheres estão querendo trazer seus filhos ao mundo de uma forma mais natural, saudável e que ofereça uma recuperação rápida.

Por outro lado a cesárea nunca vai ser extinta. Ainda existem muitas mulheres que planejam construir suas famílias, mas não querem passar por aqueles momentos difíceis de dor intensa na hora de dar à luz optam pela cesárea, sem falar que, as mulheres estão tendo filhos cada vez mais velhas o que torna a cesárea à melhor opção.

Riscos da Cesariana para a Mãe

Se for usada anestesia ou ocitocina artificial no soro, a mãe precisa pensar no próximo parto porque aumentam os riscos de ruptura uterina;

Aumenta em 4 vezes o risco de morte;

Depois de uma cesariana, é quase certo que os partos seguintes não poderão ser normais;

Aumenta o risco de infecção hospitalar por causa da incisão e do tempo que a grávida ficar internada;

Aumenta o risco de hemorragias;

Risco de infertilidade é maior aumentando a dificuldade de engravidar;

Aumento o risco de endometriose;

Pode haver lesão no intestino;

Maior risco de trombose;

Aumento o risco de depressão pós-parto;

Maior risco de embolia pulmonar;

O útero pode não contrair corretamente após o nascimento;

Riscos da Cesariana para o bebe

No caso de uma cesariana desnecessária aumenta o risco da morte do bebê em 10 vezes;

Risco de complicações respiratórias;

Aumenta o risco de infecção por aspiração de mecônio;

Pode ocorrer lesão na hora da cesárea;

Dificuldade no aleitamento;

Maior chance de ter que ficar na UTI;

Caso a mãe precise de analgésicos fortes para diminuir a dor, esses medicamentos podem passar para o bebê por meio da amamentação.

Portanto esses são todos os riscos para a mãe e o bebê, porém, isso não é uma regra, porque é possível sim que tudo saia como esperado, por isso, por mais que os médicos e pessoas próximas incentivem o parto normal.

É importante saber que essa é uma decisão da mãe, e todas têm o direito de escolher como quer trazer seus filhos ao mundo avaliando cuidadosamente qual a melhor opção.