Sacudir um bebê pode ser mais grave do que parece

0
14931

Ter um bebê é uma coisa muito boa, pois, uma criança é uma bênção em qualquer situação.

Para garantir que o bebê vai se desenvolver de forma natural e saudável, os adultos que estão em volta devem tomar diversos cuidados e controlar os impulsos, como: ficar todo o tempo beijando o bebê ou sacudindo-o, porque essas e outras coisas podem chegar a matar o pequeno.

Síndrome do bebê sacudido: as graves consequências

Em várias ocasiões quando um bebê chora de forma inconsolável, os pais ou alguém que esteja cuidando da criança acaba perdendo o controle e chacoalha o pequeno, sem ter a mínima ideia de que isso pode prejudicar muito a vida do bebê podendo levá-lo à morte.

Sacudir um bebê, mesmo que seja somente por alguns segundos é muito perigoso, pois, pode ocorrer a síndrome do bebê sacudido ou chacoalhado.

A síndrome do bebê sacudido ou chacoalhado consiste no conjunto de lesões no cérebro produzidas quando o bebê é agitado de forma brusca. Isso pode deixar sequelas graves ou até matar o bebê, porque, ele é muito frágil.

Em países como os Estados Unidos, a síndrome do bebê sacudido ou chacoalhado é a principal causa de morte entre bebês menores de um ano.

Apesar dessa síndrome poder acontecer até os cinco anos de idade, os casos mais comuns são em crianças entre seis e oito semanas, que é o período onde o bebê chora de forma mais desconsolada.

Geralmente os pais ou responsáveis sacodem os bebês porque eles não param de chorar. Entretanto, é importante que eles saibam que o choro do bebê tem algum motivo. Sendo que as causas mais comuns de choros de bebês são: cólicas, fome, assaduras e sono.

É fundamental que os adultos ou pessoas que estejam cuidando dos bebês tenham muita paciência com os pequenos, porque, eles são completamente dependentes e não têm culpa do que estão sentindo.

Quando um bebê é movido de forma rápida ou com muita força, o cérebro pode sofrer danos, pois sua cabeça gira sem controle, já que os músculos do seu pescoço ainda estão pouco desenvolvidos e não dão suporte suficiente para a cabeça.

Sintomas da síndrome do bebê sacudido ou chacoalhado

Os principais sintomas dessa síndrome são: paralisia, vômitos, falta de apetite, problemas respiratórios, irritabilidade e alguns problemas difíceis de ser percebidos, como: hemorragia no cérebro ou nos olhos, danos no pescoço ou medula espinhal e fraturas nas costelas. Em casos mais leves a criança pode apresentar a longo prazo problemas de saúde, desenvolvimento e aprendizagem.

Portanto, se tem um bebê em casa cuide dele com muito carinho, pois, é um ser indefeso que depende de você para tudo.