Sinais de Atraso no Desenvolvimento do Bebê

0
1056

Nos primeiros meses de vida do bebê os pais ficam muito ansiosos para que ele comece a engatinhar, dar os primeiros passos, dizer as primeiras palavras, se equilibrar sentado, entre outras coisas, pois, todos os pais querem ter filhos saudáveis e se preocupam quando ocorre atraso em seu desenvolvimento.

Os bebês se desenvolvem de um jeito diferente, porém, sempre vem a preocupação de quando o filho da vizinha ou do irmão começou a falar ou a nadar antes do seu, mas é importante saber separar a ansiedade de estar acontecendo alguns problemas.

Cerca de 15% das crianças até 3 anos de idade podem apresentar atrasos no desenvolvimento.

Os casos mais comuns estão associados a dificuldade de se movimentar, de se comunicar e de aprender. A maioria dos problemas podem desaparecer quando os pequenos dão inicio a vida escolar.

Quais os Principais Sintomas de Atraso no Desenvolvimento do Bebê ?

Os principais atrasos de desenvolvimento que o bebê pode apresentar podem ocorrer em uma ou mais áreas, sendo que, problemas mais comuns estão ligados à coordenação motora ampla, que envolve habilidade de sentar e andar, coordenação motora fina que é a capacidade de manipular objetos e segurar coisas, a fala e a  habilidade de interagir com outras pessoas.

O atraso no desenvolvimento dos bebês pode ser tratado com terapias adequadas e intervenções médicas que se foram indicadas o mais cedo possível ajuda evitar prejuízos futuros.

Para detectar o problema logo no começo os pais, que são quem mais tem contato com os bebês, devem ficar atentos ao comportamento dos filhos.

A maioria dos bebês que apresentam atraso no seu desenvolvendo são aqueles que nasceram prematuros, na consulta ao pediatra, eles consideram a idade do bebê de acordo com a data prevista para o nascimento.

O atraso no desenvolvimento das crianças também são detectados nas consultas de rotina ao pediatra.

Podem ter causas médicas identificadas como síndrome de Down ou outras síndromes e complicações obtidas durante o nascimento.

Nas consultas completas os pediatras, além de calcular peso e altura dos bebês, também podem fazer exames de linguagem, fala, audição, transtornos cognitivos, questões neurológicas e físicas e a visão, que são mais difíceis de detectar em crianças pequenas.

Diante dos resultados dos exames o pediatra pode pedir uma segunda opinião de especialista como: neuropediatra, oftalmologista, fonoaudiólogo ou ortopedista para ter um diagnóstico mais preciso.

Portanto fique de olho no seu bebê e acompanhe de perto seu desenvolvimento, ficando bem atento, especialmente se ele nasceu antes do tempo, se caso ele não tente se comunicar, se movimenta pouco, não sorrir e nem mostra estímulo quando tenta chamar atenção, então procure um médico e trate o problema.