Conheça 6 sintomas incomuns na gestação

Porque nem todas as mulheres são iguais

0
13869

É certo que há sintomas clássicos na gravidez que a maioria das pessoas conhece. Todos ouvem falar de inchaços, câimbras, tontura, sonolência, enjoo e dores nas costas.

O que pouca gente sabe é que a gravidez é uma experiência individual e varia de acordo com cada organismo. Assim, há pessoas que sentirão outras manifestações que não são, necessariamente, as clássicas.

A manifestação dos sintomas está ligada ao trofoblasto. Esse é o nome da estrutura que vai originar a placenta e passar a produzir o famoso hormônio HCG.

o organismo da mulher passA a viver um furacão de hormônios

Junto a isso, o volume de sangue cresce 50%, havendo também retenção de líquidos e inchaços.

Se a mulher terá tudo o que já falamos, o que mais pode vir por aí?

1 – Sudorese excessiva

As ondas de calor ocorrem porque a temperatura corporal está 0,5ºC acima do normal. Como os hormônios também estão alterados, dão a sensação da invasão de ondas de calor.

O suor, assim, é uma forma de regular a temperatura e pode ser um pouco incômodo, mas é normal. Banhos mornos e frios ajudam a reduzir o desconforto.

2 – Congestão nasal

Isso pode acontecer em decorrência da retenção de líquidos. Também é preciso comunicar ao médico, porque esse sintoma pode durar até o fim da gestação.

Como forma de aliviar o desconforto, a melhor alternativa é usar soro fisiológico, mas a quantidade e frequência precisam mesmo ser discutida pelo médico porque esse produto contém sódio, que interfere na pressão arterial.

3 – Visão turva

Isso é um pouco incomum, mas pode estar relacionado ao olho, que fica mais seco nessa fase. Às vezes, a luz forte pode causar ardência e incomodar.

A visão turva ou embaçada é um dos principais sintomas da pré-eclâmpsia. Se não for tratada em tempo hábil, tanto a mãe como o bebê correm risco.

Relacionado: Pré-eclâmpsia: conheça as causas, sintomas e saiba como tratar

4 – Coceira

Ela está aliada ao estiramento da pele, que fica mais ressecada. A intensidade das coceiras é sentida, principalmente, na barriga, nos seios e quadris.

A coceira resulta do rompimento das fibras cutâneas. Fugir é difícil, especialmente quando já há a predisposição do organismo. Recomenda-se evitar o aumento excessivo de peso, os banhos muito quentes e abusar dos hidratantes.

Há, porém, uma forma de coceira que é um indicativo de problema sério, a colestase. Se houver coceira intensa e urina amarelada, procure imediatamente o médico para evitar problemas com a gestação.

Relacionado: Você sabe o que é colestase na gravidez? Conheça os sintomas e veja como tratar

5 – Sensação de ouvido tampado

Há quem sinta até um zumbido. Esse pode ser um sintoma de pressão alta. É preciso comunicar o médico porque, dependendo da situação, o sintoma está relacionado à otospongiose, uma doença que se manifesta na gestação e leva à perda auditiva.

6 – Tosse sem explicação

A tosse resulta de um conjunto de mudanças no organismo da mulher. Quando grávida, o sistema imunológico fica mais enfraquecido, fazendo com que infecções respiratórias e obstruções nasais se tornem mais comuns.

O deslocamento dos órgãos internos também ajuda a explicar o problema. Com o bebê ocupando a cavidade abdominal, intestinos e estômago se deslocam, pressionando os pulmões e dificultando a respiração.