Tratamentos para engravidar: quais são os mais recomendados

0
420
tratamentos para engravidar
Crédito: Pexels

Fazer tratamentos para engravidar é uma saída para quem, infelizmente, não tem facilidade. Os motivos para a dificuldade podem ser muitos e costumam estar relacionados a problemas de infertilidade.

Há ainda mulheres que têm problemas para engravidar, o que também é comum. Dependendo da gravidade do problema, é recomendado fazer tratamento médico.

Os tratamentos para engravidar podem ser naturais ou não

O procedimento mais adequado ao seu caso vai depender dos motivos pelos quais você não engravida. Além dos tratamentos, há remédios naturais, como raízes e plantas, que podem auxiliar em suas tentativas de gravidez.

Os melhores tratamentos para engravidar

como engravidar e os tratamentos
Crédito: Freepik

Existem pelo menos cinco tratamentos para engravidar reconhecidos pela medicina. A escolha do melhor vai depender de consultas com especialistas para conhecer as causas de suas dificuldades. Os procedimentos podem ser arriscados, portanto devem ser supervisionados por especialistas gabaritados e capacitados.

Confira abaixo cinco tratamentos mais recomendados por especialistas para quem quer engravidar.

Coito programado

Esse é um método natural para quem quer engravidar. Esse tratamento consiste em acompanhar a ovulação da mulher para que se determine o momento ideal para ter relações sexuais. É uma forma de tentar precisar o período fértil, sendo, portanto, um método recomendado para mulheres com ciclo menstrual desregulado.

Quando o ciclo menstrual não é regulado, os espermatozoides têm dificuldade de encontrar o óvulo. A monitoração da ovulação é o mesmo o procedimento indicado nesse caso. Há, ainda, a possibilidade de fazer estímulos nos ovários por meio de medicamentos.

Indução da ovulação

Há mulheres que apresentam um problema chamado de anovulação, que ocorre quando a ovulação não é realizada corretamente. O ginecologista, então, receita medicamentos que estimularão a ovulação e facilitarão a fecundação. Os remédios podem ser encontrados em farmácias e sua administração é via oral ou por meio de injeção.

Gravidez com embriões doados

Alguns casais não geram embriões próprios. Nesses casos, é possível recorrer à doação de material de outras pessoas. Óvulos, sêmen e embriões congelados podem ser doados. Nesse tratamento, o casal receptor não pode conhecer quem doa nem suas características físicas. Não se estabelece, portanto, uma relação comercial.

Inseminação artificial

Esse tratamento é bastante comum. Consiste na escolha dos melhores espermatozoides a serem postos no útero da mulher, quando se aproxima o dia da ovulação. Para que isso ocorra, deve-se estimular os ovários para saber o melhor momento de introduzir os espermatozoides.

É realizada a coleta do sêmen, que é analisado a fim de que se observe quais espermatozoides se movimentam mais rápido. Assim que são colocados no útero, não se realiza mais nenhuma intervenção médica e deixa-se que eles sigam seu curso natural até o óvulo.

Fertilização In Vitro

A fertilização In Vitro é uma técnica de reprodução assistida. Ela fertiliza os óvulos em um laboratório especializado, para que sejam transferidos posteriormente ao útero. É feita primeiramente a coleta desses óvulos; no mesmo dia ocorre a coleta dos sêmen, para que se escolha o espermatozoide e o injete no óvulo.

De 2 a 6 dias os embriões fecundados são monitorados no laboratório. Assim que atingida a condição ideal de fecundação, são transferidos ao útero. Nem todos os embriões se desenvolvem, o que pode demandar outra coleta dos materiais da mulher e do homem.

Método indicado para casais que tenham dificuldades mais graves para engravidar. Essas dificuldades podem ser geradas por obstrução das tubas uterinas, por endometriose avançada, por baixa produção de gametas, entre outras questões.

Esse tratamento também é indicado a casais homoafetivos e a pacientes oncológicos. Nesse último caso, óvulos e espermatozoides são preservados pelos médicos para que os pacientes os usem depois.

Remédios naturais para engravidar

remédios naturais para engravidar
Crédito: Pexels

Além dos tratamentos para engravidar, há remédios naturais que podem auxiliar os casais na busca pela gravidez. Existem plantas e raízes medicinais que atuam nos ovários, nos óvulos, no útero e nos espermatozoides, aumentando a eficácia desses materiais.

Infelizmente esses remédios naturais não são simples de serem encontrados. Ainda assim eles podem ser comprados em lojas especializadas em produtos de origem natural. O importante é que não sejam consumidos sem orientação e ciência do médico, principalmente se você estiver passando por tratamento hormonal ou para engravidar.

Veja a seguir sete medicamentos naturais que podem lhe auxiliar na tentativa de engravidar:

Maca peruana

  • Para que serve: estimula a produção dos folículos do ovário;
  • Como usar: 2 a 3 colheres de chá do pó da maca devem ser adicionados a um copo de suco ou chá.

Agnocasto

  • Para que serve: torna normal a função da hipófise, responsável por liberar hormônios;
  • Como usar: uma colher de sopa das flores de agnocasto devem ser adicionadas a 200 ml de água ferventes. Beba de 2 a 4 vezes por dia.

Saw palmetto

  • Para que serve: combate a síndrome dos ovários policísticos, além de auxiliar na produção de espermatozoide e na saúde dos testículos;
  • Como usar: misture quinze gotas do extrato dessa planta a um copo de água. Beba 3 vezes por dia.

Raiz de falso unicórnio

  • Para que serve: estimula a liberação do óvulo;
  • Como usar: consuma 2 gramas de extrato seco da raiz, misturados a suco ou vitamina, pelo menos uma vez por dia.

Shatavari

  • Para que serve: diminui os espasmos do útero, o que evita os abortos espontâneos;
  • Como usar: consuma 3 gramas de extrato seco da raiz, misturados a suco ou vitamina, pelo menos uma vez por dia.

Inhame mexicano

  • Para que serve: equilibra a produção hormonal e pode ser convertido em progesterona no organismo;
  • Como usar: consuma 2 gramas de extrato seco da raiz, misturados a suco ou vitamina, pelo menos uma vez por dia.

Astrálago

  • Para que serve: estimula a produção de espermatozoides e melhora sua mobilidade;
  • Como usar: faça um chá com 12 gramas de raízes secas de astrálago em 250 ml de água fervente. Beba o chá 3 vezes por dia.

A escolha do melhor tratamento para engravidar passa sempre pelo acompanhamento médico. Ainda que a ingestão dos remédios naturais lhe interesse, jamais faça isso sem o consentimento de seu ginecologista ou especialista que a acompanha. Tenha em mente sempre que sua saúde está acima de tudo.

Confira abaixo um pouco mais sobre esse importante assunto: