Tudo sobre a crise dos dois anos

0
1070

Um filho é uma responsabilidade é um desafio para toda a vida, e isso ocorre porque as pessoas são extremamente complexas e cheias de nuances e fases.

A primeira fase é a do bebê, ou da primeira infância. Essa fase vai até os dois anos de idade da criança, e termina com o fim do consumo de leite materno ou em mamadeira, começo da fala e firmamento da capacidade de andar.

Também é nessa época em que as crianças começam a ir para escola que não tem mais a característica pura de creches.

A terrível fase dos 2 anos

Toda transição para uma nova fase vem acompanhada de mudanças e crises, e a crise dos dois anos é uma das que mais preocupa os pais.

Quando finalmente os pais estão totalmente acostumados com o seu filho, ele muda.

Aqui traremos muita informação importante sobre a crise dos dois anos, para que caso esteja ocorrendo agora com o seu filho, você possa passar por ela de forma menos traumática para você e para a criança, e caso ainda não, esteja preparado para tal.

Não é por acaso que o apelido dessa fase é adolescência do bebê, pois é nesse momento que ele deixa de ser um agente passivo, para passar a ser ativo, querendo fazer parte do mundo e chamar a atenção.

Então ocorrem fenômenos como a manha, os gritos, e a criança pode até ficar agressiva.

Esse momento é crucial, pois é a partir daí que a disciplina e os limites precisam ser impostos. Agora que a criança pode falar, também pode ouvir e aprender a se comportar em sociedade.

O que é a crise dos dois anos?

Para ser específico, é o momento físico e psicológico em que a criança passa a ter linguagem e interferir no ambiente.

Agora ela não apenas assiste ao mundo, pois pode começar a testá-lo. E isso ocorre principalmente tentando ter o comando, vontade inerente da humanidade e que já aparece nos bebês dessa idade.

É importante para eles entenderem até onde vão esses novos talentos que ele tem, como a interação, a fala, o movimento. Saber qual é o limite desses talentos vai permitir o seu desenvolvimento.

O que ocorre na crise dos 2 anos?

Cada criança é de um jeito, mas pode haver episódios de raiva, choro, esperneio, agressividade, e tudo mais para tentar impor as suas vontades.

O entendimento da sua função e da função dos pais no comando fica confuso na cabeça da criança.

É por isso que as crianças nessa fase mudam muito, pois elas querem saber o que ocorre quando elas não concordam com as ordens dos pais, e o que ocorre se quiserem dar ordens.

Como lidar com a crise dos 2 anos

Os antigos dizem que apanharam e resolveu, mas isso não é verdade, eles apenas não tiveram comprometimento no desenvolvimento por causa disso, mas pode ser muito prejudicial.

Se a birra ocorrer, repreenda a criança, castigue se for o caso, mas sem violência, converse, explique até que ela aprenda.

A paciência vai ser fundamental para passar por essa difícil fase sem transtornos.