Unha encravada em bebês: saiba por que acontece e o que fazer

Seu bebê chora muito e os dedinhos dos pés estão avermelhados e inchados? Pode ser unha encravada

Crédito: Freepik

A unha encravada não afeta só os adultos. Os bebês podem nascer com essa predisposição e ter as unhas do dedão do pé encravadas logo nos primeiros meses de vida. Eles sentem dor, pois unha encravada dói até em quem não anda e não usa sapatos. Então, as mamães e papais precisam saber o que fazer para corrigir o problema e livrar seu bebê desse incômodo. Veja essas dicas.

Publicidade

O que é a unha encravada?

Quando a unha está encravada, quer dizer que os cantinhos da unha estão crescendo por baixo da pele que fica na lateral do dedo. Isso causa uma pequena inflamação, deixando o dedo dolorido, avermelhado e inchado, e às vezes pode gerar alguma secreção. O problema é tratável, e o pediatra pode ajudar.

Evite o uso de macacões com pés

Os macacões que têm pés fechados, principalmente quando ficam mais justinhos, favorecem a formação da unha encravada nos bebês com essa predisposição. Prefira usar macacões sem pés ou em um tamanho maior, que não vá ficar repuxando quando seu bebê movimentar as perninhas ou for pego no colo.

Ad

Corte as unhas retas

O formato natural das unhas de muitos bebês é arredondado. Com isso, as mães acabam respeitando esse formato e cortando as unhas arredondadas. Mas deve ser evitado. Procure cortar as unhas do seu bebê sempre retinhas para favorecer o crescimento correto dos cantinhos das unhas para fora da pele, sem encravar.

Massagens com corticoide

Para essa dica é importante levar o bebê ao médico, pois envolve o uso de medicação e precisa ser avaliada a gravidade da unha encravada. Se for um caso inicial, o médico poderá prescrever uma pomada corticoide para ser aplicada no pezinho do bebê enquanto massageia. O creme ajuda a diminuir a inflamação da pele e liberar os cantos das unhas.

Algodão ou curativo

Essa dica também precisa de suporte médico para ser feita. O próprio dermatologista-pediátrico, ao avaliar que a unha encravada do bebê está mais avançada, pode colocar um algodão ou um curativo de tração para liberar, aos poucos, os cantinhos das unhas presos embaixo da pele.

Ad

É um processo que leva mais tempo, mas é o que se faz para evitar ter que fazer a cirurgia de correção de unha encravada, chamada de cantotomia, que não costuma ser indicada para bebês, já que as unhas ainda estão em formação e podem crescer deformadas.