Pais que usam celular demais têm problemas na educação dos filhos

Pesquisa mostra que crianças ficam malcriadas. Veja como evitar

0
1351

Você tem dado o devido tempo aos seus filhos? Tem brincado com eles nas horas vagas? Levado ao cinema, ao parque? Ou tem passado tempo demais entretido com o celular?

Pesquisadores das universidades de Michigan e de Illinois, nos Estados Unidos, avaliaram essa relação entre o uso de equipamentos eletrônicos pelos pais e o mau comportamento dos filhos.

Foram analisadas 170 famílias, os pais foram questionados sobre seus hábitos com o celular ou o computador na hora em que poderiam estar almoçando em família, conversando ou brincando.

Os resultados mostraram que, ao dar prioridade a outras coisas que não seja a família, os pais podem estar contribuindo para um problema de comportamento por parte das crianças, que talvez tomem iniciativas erradas para chamar atenção.

Problemas como birras, manhas e até mesmo hiperatividade podem se desenvolver

Uma das autoras do estudo, a pediatra Jenny Radesky afirma que, apesar de fazerem essa ligação, não é uma regra sem exceções. “Sabemos que a atenção dos pais para os filhos muda quando eles estão usando as tecnologias móveis e, o uso desses aparelhos, pode servir como interação não adequada para as crianças”, afirma.

Relacionado: Pais viciados em tecnologia deixam os filhos mais birrentos

Para evitar esse tipo de acontecimento você pode tomar algumas atitudes:

  • Planeje os momentos em família, sem estar conectado às tecnologias. Pode ser na hora do jantar, de brincar, ou antes de dormir.
  • Tome cuidado com a quantidade de tempo que você gasta com essas tecnologias.
  • Preste atenção se as coisas que você tem acesso no celular ou no computador irritam você. Por exemplo, se forem notícias ruins ou estressantes, evite lê-las perto das crianças para evitar interagir com elas de maneira grosseira.
O uso dos aparelhos eletrônicos pode distanciar os pais e os filhos

O que você pensa sobre esse assunto? Deixe-nos sua opinião através dos comentários e lembre-se de compartilhar esse artigo com suas amigas.

Fonte: Globo