Zika em Crianças Pequenas

0
33

A zika é uma doença alarmante dos dias atuais, causada pela picada do Aedes aegypti, que também transmite a dengue e a chikungunya, ela vem atingindo milhares de adultos e também crianças pequenas.

Quando um adulto está com zika é bem difícil, porém, quando uma criança pequena é contaminada aí as coisas se complicam mais, pois, as crianças são muito frágeis e enfrentam pior essa doença.

Os pequenos podem contrair a zika como qualquer outra pessoa através da picada do mosquito, mas também podem nascer como problemas de saúde relacionados a essa doença quando a mãe é picada durante a gravidez.

Sintomas da zika em crianças pequenas

A zika em crianças pequenas se manifesta semelhante com a dos adultos, porém, os pequenos sofrem mais com os sintomas que são: coceira, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, conjuntivite e febre alta. A maior diferença são as dores e inchaços nas articulações que são sintomas mais comuns em adultos.

Como é tratada a zika em crianças pequenas?

A zika, assim como a chikungunya, ainda não tem tratamento, sendo que, o que é tratado são apenas os sintomas, crianças pequenas precisam descansar bastante, tomar muito líquido e mamar mais, caso ainda estava na fase de amamentação.

Os sintomas vão melhorando sozinhos, mas se a criança apresentar muita febre o médico pode indicar um antitérmico, mas nunca pode ser usados medicamentos a base de ácido acetilsalicílico, quanto à coceira que é um dos maiores incômodos das crianças, banhos de aveia e maisena podem amenizar, pasta d’água também pode ajudar.

As unhas das crianças devem ser mantidas limpas e curtas para evitar cortes, arranhões e contaminação.

Quando a zika em crianças é mais grave?

Em alguns casos mais raros a zika pode estar associada à Guillain-Barré, que é uma síndrome neurológica que pode provocar paralisia.

Os pais de crianças pequenas devem ficar atentos aos seguintes sintomas: quedas frequentes, irritabilidade, diminuição no movimento das pernas, voltar a fazer xixi na roupa, sinais de falta de ar e indisposição para brincar.

Caso a criança apresente esses sintomas é preciso procurar um médico o mais rápido possível para começar logo o tratamento, pois, assim terá mais chances de recuperação.

Como proteger a criança da zika?

A melhor forma de prevenção é combatendo o mosquito transmissor, ficando atento aos focos como água acumulada especialmente nos períodos de chuvas, outras medidas preventivas são: usar roupas claras que cubram os braços e as pernas da criança mesmo quando não estiver frio e aplicar repelentes em crianças com mais de 6 anos, memores que isso não recomenda uso de repelente.

Mesmo depois de ter zika as medidas preventivas devem continuar, porque depois de ter zika a criança fica imune a essa doença, mas não a dengue e a chikungunya.