Zika na Gravidez – Sintomas, Tratamento e Prevenção

0
1493

A zika na gravidez é algo que vem se tornando mais comum, pois, no Brasil teve um surto. Já podemos esperar por uma geração de bebês que estão nascendo com esse problema.

Um problema preocupante dos dias atuais é o mosquito Aedes aegypti. Ele além de transmitir a dengue, vem prejudicando com outras doenças como a zika que se tornou o pesadelo das grávidas, pois, seus bebês têm grandes chances de nascer com microcefalia congênita.

Acontece quando a mãe durante a gravidez é picada pelo Aedes aegypti.

O vírus da zika atinge o bebê, a placenta ou o liquido amniótico causando má formação no cérebro do bebê. Faz o bebe nascer com a cabeça menor que o padrão, além de trazer vária outras consequências que variam de bebê para bebê.

Sintomas da zika nas grávidas

Todas as mulheres que estão grávidas e apresentam sintomas. Os sintomas são manchas vermelhas pelo corpo, coceiras, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, febre baixa, conjuntivite e surgimento de gânglios devem procurar um médico o mais rápido possível.

É importante detectar o período de manifestação da doença. Se for detetado nos três primeiros meses de gestação, pode ter maiores consequências, já que, é nessa época em que os órgãos do bebê estão se constituindo.

Tratamentos

Como é uma doença nova, a zika ainda não tem tratamento.

Sendo que, apenas seus sintomas podem ser controlados com analgésicos e medidas para aliviar a coceira que são indicadas pelos médicos.

Tomar muita água e ficar de repouso pode amenizar os sintomas da doença, quem tem muita coceira pode tomar banhos com aveia ou maisena.

Grávidas com zika devem ter acompanhamento médico constante durante a gestação e também quando o bebê nascer para poder controlar e tratar os danos causados pela doença.

Prevenção

Todas as grávidas estão sujeitas a contrair essa doença especialmente em períodos de chuva. O mosquito espalha o vírus da zika com mais facilidade que o da dengue, sendo que, é importante apostar em alguns cuidados e medidas preventivas como:

Evitar a todo custo à propagação do Aedes aegypti. Não deixe água limpa acumulada, vedando bem as caixas de água.

Não deixe acumular água em vasos de plantas. Coloque as garrafas com a boca para baixo. Não deixe  formar poças de água no quintal ou próximos de casa;

Usar preservativo nas relações. A zika também é transmitida através do sêmem;

Usar roupas claras, com mangas comprimidas e calças longas;

Manter bons hábitos de higiene e não ter contato com pessoas contaminadas;

Usar telas nas janelas e no ar condicionado;

Aplicar repelentes a cada seis horas ou de acordo com as instruções da embalagem.

Previna-se.