20ª Semana de gestação: a descoberta do sexo do bebê

0
11640
20ª semana de gestação
Crédito: Pxhere

A 20ª semana de gestação marca exatamente a metade da gravidez. Em termos de meses, você acabou de chegar ao quinto mês. Esse período é muito importante e um dos mais emocionantes ao longo de todo esse processo. É agora que você realiza a segunda ecografia, que possibilitará, entre outras coisas, que descubra o sexo do bebê.

Seu corpo e seu pequeno filho continuam a passar por inúmeras mudanças físicas. Estima-se que a criança tenha entre 14 e 17 centímetros e que seu peso se aproxime dos 300 gramas. O perímetro cefálico gira em torno de 17 centímetros. O sistema cerebral do bebê se desenvolve e fica mais complexo a cada nova semana que passa.

As células nervosas responsáveis por cada um dos sentidos do bebê estão se desenvolvendo bem. Todas as ligações cerebrais relacionadas à memória iniciaram sua formação. Nesse período seu filho já dorme e acorda, além de seu cabelo começar a crescer. Quando chega à 20ª semana de gestação, o bebê já ouve a voz da mãe.

20ª Semana de gestação e o desenvolvimento do bebê

A evolução de seu bebê está a mil na 20ª semana de gestação. A partir de agora a mãe percebe os movimentos fetais com mais facilidade. Tanto ela quanto outras pessoas conseguem, inclusive, sentir o bebê chutar. É esperado ainda que a pele do bebê apresente uma cor levemente avermelhada e que seu couro cabeludo inicie seu desenvolvimento.

Os órgãos internos estão se desenvolvendo aos poucos, embora estejam ainda imaturos em sua maioria. As pálpebras do feto estão fundidas, o que impossibilita que ele abra os olhos. Braços e pernas já estão mais próximos de estarem completamente formados.

Durante o ultrassom morfológico já é possível ver o bebê tapar o rosto com as mãos

Durante esse período os rins do feto produzem em torno de 10 ml de urina diariamente. É possível, ainda, ouvir o coração do bebê com um estetoscópio, já que os batimentos cardíacos estão mais fortes. Seu filho já agarra o cordão umbilical, vira-se e rola dentro da barriga.

O que acontece com a mãe nas 20 semanas de gravidez?

A mãe também passa por mudanças significativas. A mais perceptível é o tamanho da barriga, que já está maior e mais visível. Com esse crescimento, os desconfortos ficam maiores. Há aumento da azia e da vontade de urinar. O umbigo pode tornar-se saliente nesse período também, mas volta ao normal após o parto.

Alguns desconfortos comuns como dores nas costas, prisão de ventre e inchaço nas pernas podem ser amenizados pela prática de exercícios físicos. Na fase dos 5 meses começam a surgir estrias da gravidez. Para evitar essas estrias durante a gestação, portanto, beba bastante água e mantenha a pele bem hidratada.

Marcas escuras e sardas já existentes na pele podem escurecer ainda mais. Outras regiões do corpo, como os genitais, os mamilos e próximo ao umbigo também escurecem. Isso, contudo, é muito comum no corpo das grávidas. Não se preocupe, pois após o parto aos poucos seu corpo voltará ao normal.

Se suas mamas se tornarem mais sensíveis, fique tranquila. Durante a 20ª semana da gestação há aumento dos seios e dos canais lactíferos, visto que eles estão começando os preparos para a amamentação. Especialistas afirmam, ainda, que o colostro pode surgir em algumas mulheres. O colostro é o primeiro leite materno.

A descoberta do sexo do bebê

20 semanas de gestação
Crédito: Pxhere

Esse é um dos momentos mais esperados pela mãe e pelo pai. Alguns optam por não saberem qual o sexo do bebê, mas a maioria quer saber logo essa resposta. A segunda ecografia realizada na barriga da mãe, chamada de ultrassom morfológico, é que revela essa preciosa informação. E é na 20ª semana de gestação que se consegue fazer esse exame.

A função do ultrassom morfológico é também de identificar doenças ou malformações no bebê. Cardiopatias e a Síndrome de Down são exemplos de doenças que podem ser identificadas na 20ª semana de gestação. Esse exame calcula a idade gestacional do bebê, avalia seu tamanho, localiza a placenta e mostra os batimentos cardíacos do seu filho.