Gravidez à vista? Cuidado com a carne de porco!

O consumo de carne de porco traz vários riscos durante gravidez, por isso a gestante deve tomar atenção e seguir todas as recomendações de seu nutricionista.

0
477

Todo o cuidado é pouco, sobretudo na gravidez, quando a mulher está mais sensível e susceptível a problemas de saúde – tanto ela como seu bebê. Uma alimentação saudável, cheia de alimentos de baixo risco, vai ajudar a que o bebê nasça saudável e sem complicações.

A carne de porco é um alimento de alto risco e lhe explicamos porquê!

Riscos do consumo da carne de porco durante a gravidez

Listeriose

Produtos de charcutaria como: presunto, chouriço, ou salsicha, estão repletos de bactérias e provocam uma doença que se chama listeriose. As bactérias podem afetar também o sistema nervoso e provocar dores de cabeça, confusão e inclusive convulsões. A listeriose, cujos sintomas são muito parecidos aos da gripe, pode induzir o aborto, morte fetal, parto prematuro entre outras doenças graves no recém-nascido. Estes são os alertas da Associação Americana da Gravidez. Se a doença for detectada e tratada atempadamente, o bebê pode não sofrer danos colaterais e ficar saudável.

Toxoplasmose

A toxoplasmose é provocada por um parasita frequentemente encontrado na carne de porco e de cordeiro, segundo a Fundação International Food Information Council. No caso de ocorrer a toxoplasmose na mulher, a atividade cerebral do bebê pode ser afetada.

Salmonella

A salmonella é uma bactéria normalmente presente na carne de porco mal cozinhada, ovos e produtos lácteos. Segundo a Universidade do Estado do Colorado, a salmonella causa salmonelose ou então, a variante S. Typhi pode causar parto prematuro ou natimorto. A bactéria pode ser encontrada também em alimentos mal lavados ou superfícies ou material de cozinha sujos.

Comer porco de forma segura na gravidez

Para evitar consequências indesejáveis pelo consumo da carne porco, ela deve ser cozinhada a uma temperatura de 160º, de acordo com a web da instituição Foodsafety. Até mesmo os produtos de charcutaria devem ser aquecidos a uma temperatura de 165º para matar todas as bactérias! Os patês devem ser evitados também. Apenas os enlatados são permitidos.

Se você está grávida, ou sua mulher está, não desespere! Tem muitas outras comidas deliciosas para diminuir as tentações da mamãe mais gulosa!

Saiba mais sobre o assunto, assistindo a esse vídeo:

Compartilhe essa dica!