Exercícios na gravidez: quais fazer e quais não são recomendados?

Veja quais exercícios costumam ser recomendados e quais oferecem risco e devem ser evitados.

Imagem: Freepik

A prática de exercícios na gravidez é uma abordagem amplamente reconhecida e benéfica para manter a saúde da mãe e do bebê, contribuindo com um processo de gestação mais saudável.

Publicidade

No entanto, nem todos os tipos de exercícios na gravidez são recomendados. Veja agora quais os melhores exercícios recomendados durante a gravidez e quais atividades devem ser evitadas para garantir a segurança e o bem-estar de ambas as partes.

Veja também: Exercícios de Kegel no pós-parto: benefícios e como fazer

Publicidade

Exercícios na gravidez: quais são recomendados?

Caminhada

A caminhada é uma atividade de baixo impacto que é ideal para mulheres grávidas. Ela ajuda a manter a saúde cardiovascular, melhora o fluxo sanguíneo e contribui para a manutenção de um peso saudável.

Natação

A água oferece suporte ao corpo, reduzindo a pressão nas articulações e permitindo um treino de corpo inteiro sem risco de quedas ou impactos. A natação também alivia o desconforto e a tensão muscular.

Yoga pré-natal

O yoga pré-natal é projetado especificamente para gestantes, focando na flexibilidade, no equilíbrio e na respiração. Essa prática ajuda a aliviar o estresse, melhora a postura e fortalece os músculos necessários para o parto.

Publicidade

Alongamento

Manter a flexibilidade é essencial durante a gravidez. Alongamentos suaves ajudam a prevenir a rigidez muscular e podem aliviar dores nas costas e no quadril.

Treinamento de força leve

Exercícios de treinamento de força com cargas leves podem ser benéficos, desde que sejam realizados com a técnica correta. Isso ajuda a manter a massa muscular, o que pode ser especialmente útil durante a recuperação pós-parto.

Exercícios na gravidez: quais evitar?

Atividades de alto impacto

Exercícios de alto impacto, como corrida intensa, saltos ou esportes que envolvam movimentos bruscos, podem aumentar o risco de lesões e causar desconforto durante a gravidez.

Publicidade

Levantamento de peso excessivo

Levantar pesos excessivamente pesados pode colocar pressão adicional na região lombar e abdominal, o que não é aconselhável durante a gravidez.

Exercícios em posições de decúbito supino

A partir do segundo trimestre, é melhor evitar exercícios em que a gestante esteja deitada de costas por longos períodos, pois isso pode interferir no fluxo sanguíneo para o útero.

Esportes de contato

Esportes de contato físico, como artes marciais ou basquete, aumentam o risco de trauma abdominal e quedas, o que é perigoso durante a gravidez.

Publicidade

Exercícios com risco de queda

Qualquer atividade que envolva o risco de queda, como equitação ou ciclismo em terrenos irregulares, deve ser evitada para proteger a mãe e o feto.

Exercícios de apneia

Evite exercícios que exijam apneia prolongada, pois isso pode causar acúmulo de dióxido de carbono no corpo, o que não é saudável para o feto.

Cuidados gerais sobre exercícios na gravidez

Além de selecionar os exercícios apropriados, algumas diretrizes gerais devem ser seguidas por mulheres grávidas que desejam manter uma rotina de exercícios:

Publicidade

Consulte seu médico: Antes de iniciar qualquer programa de exercícios na gravidez, é fundamental obter a aprovação do seu médico obstetra, especialmente se tiver condições médicas pré-existentes.

Escute o seu corpo: Durante a gravidez, o corpo passa por muitas mudanças. Prestar atenção aos sinais do corpo é essencial. Se um exercício causar desconforto, tontura, falta de ar ou dor, deve ser interrompido imediatamente.

Hidratação e alimentação adequadas: Manter-se hidratada e adotar uma dieta equilibrada são elementos cruciais para sustentar um programa de exercícios seguro e saudável.

Publicidade

Moderação: Evitar o excesso é importante. Não é o momento de estabelecer novos recordes pessoais de fitness. A gestante deve se exercitar de forma moderada e não exaustiva.

Aquecimento e resfriamento: Sempre realize um aquecimento suave antes do exercício e um resfriamento gradual após o término para evitar choques térmicos e reduzir o risco de lesões.

Em resumo

A prática de exercícios na gravidez pode trazer uma série de benefícios, incluindo melhor saúde cardiovascular, alívio do estresse e até mesmo uma gestação mais confortável. No entanto, a escolha dos exercícios certos é crucial para garantir a segurança da mãe e do bebê.

Publicidade

Optar por atividades de baixo impacto, como caminhada, natação, yoga pré-natal e alongamento, é uma abordagem prudente. Ao mesmo tempo, é essencial evitar exercícios de alto impacto, esportes de contato e movimentos que possam aumentar o risco de quedas ou trauma abdominal.

Sempre consulte um profissional de saúde antes de iniciar qualquer programa de exercícios durante a gravidez e lembre-se de ouvir atentamente o seu corpo enquanto se mantém ativa para um período gestacional saudável e seguro.

Veja também: 4 poderosos exercícios para eliminar a barriga após a gravidez

Publicidade