Quando é indicado o parto com o uso do fórceps ou ventosa?

Os instrumentos podem ser utilizados durante o parto normal. Conheça os riscos

0
3979

Instrumentos cirúrgicos como fórceps e ventosa são utilizados para finalizar o trabalho de parto em situações específicas, como quando ocorre sofrimento fetal ou a mãe não consegue fazer força.

A utilização dos instrumentos é feita somente na hora do parto e é definida pelo médico.

Tanto o fórceps quanto a ventosa ajudam a facilitar a descida do bebê pelo canal vaginal

O que é o fórceps?

São espécies de colheres de metal em formato alongado. As extremidades do fórceps são alongadas e se curvam de maneira a se encaixar na cabeça do bebê.

O que e a ventosa?

A ventosa tem o formato de um semicírculo que pode ser confeccionada em metal ou silicone. Sua extremidade é ligada a uma bomba a vácuo que vai “sugar” a cabeça do bebê.

Quando são utilizados o fórceps ou a ventosa no parto?

1. Nos casos de sofrimento fetal durante o período de expulsão do feto;

2. Quando a mãe está muito cansada e já não consegue mais empurrar;

3. Se o bebe não descer pela bacia;

4. No caso da gravidez de gêmeos para ajudar no nascimento do segundo bebê.

Como é o parto com o uso de fórceps?

O médico faz a episiotomia (corte entre a vagina e o ânus) para ter espaço e inserir o instrumento. Depois que o equipamento é encaixado na cabeça do bebê, o médico pede que a mulher faça força ao sentir a contração.

Esse processo vai facilitar a descida do bebê e finalizar o parto.

É desconfortável?

Sim. Algumas mulheres podem ficar feridas após esse tipo de parto e sentir dores para urinar.

Também há quem poderá ter mais dificuldade para controlar a urina porque o uso do fórceps está ligado a danos na bexiga e no ânus.

O bebê fica ferido com o instrumento?

Pode haver uma leve laceração que vai curar ao longo dos dias. Há possibilidade de dano no nervo facial.

Como é o parto com o uso da ventosa?

A ventosa também é chamada de vácuo extrator e é uma alternativa ao uso do fórceps por causar menos dano e dor.

Há casos em que a ventosa reduz a necessidade de uma episiotomia.

Nesse tipo de procedimento, o médico encaixa o equipamento na cabeça do bebê e puxa durante a contração, com o auxílio da mãe, que faz força.

Machuca o bebê?

Pode haver a formação de uma bolha de sangue na cabeça do bebê. A cabecinha também pode assumir uma forma cônica, mas em alguns dias isso é resolvido.

Relacionado: Episiotomia e a violência contra a mulher na hora do parto