Depois do bebê nascer, o que fazer com seu gato?

Ter um gato bem cuidado em casa não traz qualquer problema para seu bebê.

0
2169

Uma das maiores ansiedades que algumas grávidas enfrentem é o que vai fazer com seu bicho de estimação – durante a gestação e também depois de seu bebê nascer. Todo o mundo começa assustando a futura mamãe, que tem gatos ou outros animais em casa, dizendo que tem de ver-se livre dos bichos, porque grávida não pode ter gato em casa, muito menos quando o bebê nascer. Não é fácil!

O problema é que existem muitas pessoas que gostam de falar, mesmo sem a menor informação sobre aquele assunto. Isso só serve para assustar e propagar alguns mitos. Sim, mitos! Esclareça as questões onde mais tem dúvidas com o seu médico e, não tenha dúvida, o cenário onde bebês e bichinhos de estimação convivem em harmonia não é essa dificuldade toda que muitas pessoas dizem.

Toxoplasmose pode ser causada por gatos?

As grávidas que pegam toxoplasmose do bicho é de apenas 1%. A toxoplasmose é transmitida se mexer em terra contaminada, comer frutas e legumes sem lavar, ingerir carne mal passada e não necessariamente, nem apenas, das fezes do gato.

Relacionado: Gravidez à vista? Cuidado com a carne de porco!

Para que essa contaminação aconteça, o gato tem de estar muito doente, libertar o protozoário no cocô e a grávida ingerir os vestígios dessas fezes em 48 horas. O que faz mal para a grávida é ter contacto com o protozoário da toxoplasmose e ele não está apenas nas fezes do gato, está em vários lugares. Se o seu gato está bem cuidado, é vacinado, não precisa de preocupar.

Bebês e bichinhos de estimação podem e devem conviver em harmonia

Cuidados para não pegar toxoplasmose

1. Lave bem os alimentos;

2. Não tenha contacto com terra, especialmente se você não sabe se não está contaminada;

3. Leve seu gato ao veterinário para confirmar que está saudável;

4. Peça a outros para limparem a caixa do seu gato. Se tiver que ser você, use luvas e lave bem as mãos.

O comportamento dos gatos muda com a chegada de um bebê?

Sim, pode mudar. Podem ficar mais carentes, pedirem mais colo, isolarem-se ou brigarem um pouco mais; tudo dependerá da personalidade de cada gato.

Como enturmar os gatos com o bebê?

Deixe uma peça de roupa do seu filho perto das coisas do gatinho, para os gatos começarem a sentir o cheiro do bebê. Quando chegara a casa com ele, deixe que os gatos cheirem seu bebê e lhe dêem as boas vindas.

Como viver com pelo de gato?

Com gatos, haverá sempre pelo pela casa, mesmo que haja o maior cuidado, com aspirador, passar pano e afins. Então deve continuar fazendo sua faxina habitual e, quando encontrar pelo no seu bebê, tire e jogue fora. Desdramatize.

Atenção: Gatos bem cuidados, bem tratados e dóceis não apresentam nenhum risco para os bebês.

Em caso de dúvidas, consulte seu médico.

Assista no vídeo a seguir o testemunho de uma mãe que tem 5 gatos em casa e um bebê: